Nota da Funai sobre a situação envolvendo o povo Enawenê-nawê

A Funai repudia qualquer forma de violência como meio de manifestar posicionamento ou opinião. No último sábado (24), o indígena do povo Enawenê-nawê, Daliameali, foi baleado em um conflito com moradores do município de Brasnorte, estado do Mato Grosso.

 

Os indígenas ocupavam uma ponte sobre o rio Juruena, na MT-170, entre Brasnorte e Juína, em protesto pelo não cumprimento de um acordo entre eles e o governo do estado, quando houve o conflito. O acordo consistia na recuperação da estrada de acesso à aldeia.

 

Na tarde de domingo (25), os indígenas foram levados pela Funai de volta à terra indígena, a fim de evitar outros confrontos.

 

A Funai informa que vem acompanhando a situação do povo Enawenê-nawê e que acredita e trabalha no sentido de promover o diálogo entre o povo indígena, a sociedade e os poderes municipais e estadual para solucionar os problemas na região.

 

Fundação Nacional do Índio - Funai

Brasília-DF, 26 de outubro de 2015.

Destaques

class=Próximo ao Parque Nacional do Araguaia e a cerca de 300 km da capital do Tocantins, Palmas, vive o Povo Krahô-Kanela, que tem realizado um importante trabalho de proteção dos rios Formoso e Javaés, em seu território. Para coibir a recorrente exploração ilegal da água feita por empreendimentos agrícolas, os Krahô realizam a fiscalização permanente da Terra Indígena Mata Alagada. (Imagem da capa: exploração ilegal de água no território indígena. Foto: Wagner Krahô-Kanela/Associação Apoinkk)

class=A Funai vem a público se posicionar em relação às informações veiculadas na mídia sobre um suposto conflito em que indígenas da região de Brasnorte teriam recebido o exército com flechas.

class=Com o objetivo de garantir a participação dos indígenas no projeto PREVBarco e qualificar o atendimento de acordo com as especificidades dessa população, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Instituto Nacional do...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05