Índios Kaapor sofrem com ação de madeireiros no Maranhão

2014-01-17-Alto-TuriacuNo último dia 07 de janeiro índios da aldeia Ximborendá da Terra Indígena Alto Turiaçu foram vítimas de violência atribuída a um grupo que fazia extração ilegal de madeira dentro da terra indígena.

 

Depois de terem sido informados da presença de um caminhão madeireiro dentro da Terra Indígena Alto Turiaçu, nas proximidades da Aldeia Ximboredá, um grupo de oito indígenas foi até o local, onde foram recebidos com tiros e coronhadas. Dois índios foram atingidos pelos disparos, um nas costas e o outro na perna.

 

 

Após tomar conhecimento do ocorrido, uma equipe da Coordenação Regional da Funai no Maranhão, com o apoio da Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato da Diretoria de Proteção Territorial da Funai , deslocou-se até a região para checar a situação de violência contra os Kaapor e prestar auxílio às vítimas na realização de Ocorrência Policial e Exames de Corpo de Delito. A ação também teve a finalidade de afirmar ao povo que o Estado está ciente do ocorrido e se fará presente para garantir a integridade física dos indígenas evitando novas formas de violência.
Um ofício apresentando a certidão de Ocorrência registrada na Polícia Civil e os laudos dos exames foi encaminhado ao DPF e à Secretaria de Segurança Pública do Maranhão pedindo apoio aos Kaapor.


Destaques

class=Nesta terça-feira (24), os impactos da Ferrovia EF 170 (Ferrogrão) foram discutidos em audiência de caráter interativo na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

class=Wallace Moreira Bastos, administrador com especialização em mediação, foi nomeado nesta terça (24) para o cargo de Presidente da Fundação Nacional do Índio. Bastos é subsecretário de Assuntos Administrativos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Também atuou como membro do Conselho de Administração da Companhia Docas do Maranhão (CODOMAR). Atuou ainda na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), onde foi analista administrativo.

 

Informações: Ministério da Justiça

class=Hoje é dia de celebrar a importância cultural da herança indígena para o povo brasileiro. Esta contribuição se faz presente desde o hábito do banho diário até a nossa cultura alimentar. Aspectos tão simples que podem passar despercebidos no dia a dia, mas que atestam a presença indígena como fator determinante para nossa formação social, e que fazem parte da identidade do povo brasileiro: essa mistura de índios, brancos, negros e mestiços. Tal diversidade formadora do país é composta também pela diversidade da cultura indígena espalhada em 305 diferentes etnias e suas mais de 270 línguas.

 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05