PROJETO GATI E ISPN LANÇAM EDITAL DE PEQUENOS PROJETOS INDÍGENAS(PPP-GATI)

projetogatiO objetivo do edital é apoiar propostas que promovam ações de conservação da biodiversidade, bem como a melhoria da qualidade de vida dos povos indígenas, nas 32 terras indígenas que compõem as áreas de referência do Projeto Gestão Ambiental e Territorial Indígena-GATI.

 

 

O Projeto Gestão Ambiental e Territorial Indígena (GATI) e o Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) lançam hoje, 07/04, edital para contratação de pequenos projetos indígenas, no âmbito do Programa de Pequenos Projetos de Gestão Ambiental e Territorial Indígena, o PPP-GATI, com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente Mundial (GEF).

 

O objetivo do edital é apoiar propostas que promovam ações de conservação da biodiversidade, bem como a melhoria da qualidade de vida dos povos indígenas, nas 32 terras indígenas que compõem as áreas de referência do Projeto Gestão Ambiental e Territorial Indígena-GATI. A iniciativa é fruto da celebração de Carta Acordo entre o Projeto GATI/Fundação Nacional do Índio (Funai), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o ISPN.

 

A chamada é destinada às associações indígenas, indigenistas ou socioambientalistas, que tenham experiência e atuação nas áreas de referência do Projeto GATI e que estejam formalmente constituídas. Vale ressaltar que as instituições não indígenas deverão comprovar sua experiência com projetos e ações com os povos indígenas e apresentar anuência da(s) comunidade(s) beneficiária(s) do projeto.

 

As propostas poderão ser de até R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) e deverão demonstrar que seus objetivos e atividades fazem parte de um processo de construção coletiva, dialogando com as prioridades levantadas nas comunidades ao longo da execução do Projeto GATI. Igualmente, as propostas poderão fortalecer ações em curso nas comunidades, desde que o caráter ecossocial das mesmas estejam devidamente fundamentados.

 

As linhas de financiamento do edital são: Etnogestão Territorial e Ambiental, cujas atividades podem ser: oficinas de etnomapeamento, pequenos diagnósticos socioambientais, monitoramento de fauna e flora, vigilância e monitoramento territorial, atividades e/ou cursos em Educação Ambiental; Conservação e Recuperação Ambiental, com atividades nas áreas de: recuperação de áreas degradadas incluindo espécies nativas, recuperação e proteção de nascentes, criação ou fortalecimento de agroflorestas, emprego de técnicas de manejo e conservação de água; e Atividades Produtivas Sustentáveis, tais como: manejo e extrativismo sustentável, criação ou fortalecimento de sistemas em agroecologia, promoção de encontros e feiras de trocas de sementes tradicionais, beneficiamento de produção agroextrativista.

 

Também poderão ser apresentados mais de um projeto por área de referência, caso se apresente uma das seguintes situações: i) terra indígena habitada por dois ou mais povos indígenas (pode apresentar até dois projetos); ii) terra indígena com mais de 50 aldeias (pode apresentar até 3 projetos).

 

As propostas serão analisadas por uma Câmara Técnica composta pelo Projeto GATI, Funai, PNUD, ISPN e instituições parceiras com experiência em projetos socioambientais entre povos indígenas. A base para aprovação dos projetos será a qualidade das propostas apresentadas, bem como a elegibilidade e os critérios de seleção. Ao serem aprovados, os projetos deverão ser executados em até 08 (oito) meses.

 

A data limite para o envio das propostas é até 11 de maio de 2015, via Correios, via e-mail, ou diretamente no endereço do ISPN em Brasília-DF. Para mais detalhes, ver o item 6 do Edital, sobre Processo de Seleção.

 

Para Jaime Siqueira, coordenador nacional do Projeto GATI, o edital além de contribuir com a execução global do GATI, vai apoiar ações concretas diretamente nas aldeias, fazendo com que o projeto chegue mais perto dos seus beneficiários, fortalecendo assim a autonomia indígena por meio da gestão das suas organizações. Já o coordenador executivo do ISPN, Fábio Vaz, disse que o edital, fruto da parceria com o Projeto GATI, está em sintonia com os objetivos do Instituto que acredita no fortalecimento e apoio a iniciativas comunitárias como forma de alcançar resultados benéficos para o meio ambiente e melhoria da qualidade de vida das comunidades.

 

Para ter acesso ao edital completo, clique AQUI.

 

Para acessar os anexos do edital, clique AQUI.

Destaques

class=Professores indígenas, crianças e anciões da Terra Indígena Kwatá Laranjal participaram da 3ª Oficina do Projeto Ya'õ Etabeg de revitalização da língua Munduruku. O principal objetivo da iniciativa é expandir o ensino...

class=Os Karajá das aldeias Fontoura e Santa Isabel do Morro deram o primeiro passo para a implantação do manejo participativo de pirarucus na Ilha do Bananal (TO). Entre os dias 1º e 7 de agosto, foram realizados cursos voltados...

class=Em apenas 20 dias como presidente da Funai, Marcelo Xavier já recebeu na sede do órgão, em Brasília, mais de 200 indígenas de várias etnias do país. Entre as principais demandas, as lideranças reivindicaram qualidade do...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05