Fundo Amazônia vai destinar mais de R$ 66 milhões para ações de monitoramento e fiscalização ambiental em Terras Indígenas

Projetos PNGATI MMA FUNAI-Foto MarioVilela-Funai.jpgOK.jpgokokO anúncio do resultado da chamada pública do Fundo Amazônia, que vai destinar recursos financeiros para monitoramento e fiscalização ambiental em Terras Indígenas no bioma Amazônia, entre ações previstas nos Planos de gestão Territorial e Ambiental em Terras Indígenas, ocorreu na última quarta-feira (22/04), no Ministério do Meio Ambiente, pela ministra Izabella Teixeira.

 

Projetos PNGATI MMA FUNAI-Foto MarioVilela-Funai-3.jpgOK.jpgokokPresente ao encontro o presidente da Funai, Flávio Chiarelli, ressaltou o protagonismo dos povos indígenas nas propostas apresentadas, na direção da garantia dos direitos dos povos e da importância de fortalecer as ações de proteção do meio ambiente, " para os povos indígenas não basta ter apenas suas terras demarcadas, é preciso ter as terras demarcadas e devidamente protegidas". O presidente ainda falou sobre a Campanha Abril Indígena 2015, lançada pela Funai este mês, que traz como tema central a preservação do meio ambiente pelos povos indígenas.

 

Projetos PNGATI MMA FUNAI-Foto MarioVilela-Funai-10.jpgOK.jpgokokOito propostas foram contempladas pelo edital do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, entre 20 enviadas. Uma delas, a da Associação Floresta Protegida, dos povos indígenas Kayapó e Las Casas, do estado do Pará, que receberá R$6,9 milhões, é gerida diretamente pelos índios.

As propostas selecionadas abrangem 40 terras indígenas, cobrem cerca de 44% do território indígena da Amazônia e vão envolver 73 povos, distribuídos em 905 aldeias. A expectativa é beneficiar 96.221 indígenas.

 

 

Segundo o representante da Coordenação das Nações Indígenas da Amazônia Brasileira – Coiab, Toya Machimeri, o benefício não é só para as Terras Indígenas, é para todo o Brasil. Para ele são iniciativas que vem fortalecer todo o trabalho na área ambiental e a Política Nacional de Gestão Ambiental. "A partir do momento que ela for implementada, ela vai fortalecer cada vez mais a sobrevivência das comunidades indígenas, a viver com dignidade, realmente respeitando a cultura dos povos indígenas, o fortalecimento da sua identidade cultural, importante para a população indígena não só do Amazonas, mas do Brasil", disse Toya.

 

O investimento fomentará atividades sustentáveis, recuperação ambiental de áreas degradadas e implantação de experiências de gestão de resíduos sólidos, além da produção de energia solar em Terras Indígenas.

 

Projetos PNGATI MMA FUNAI-Foto MarioVilela-Funai-19.jpgOK.jpgokokPara a embaixadora da Noruega, Aud Marit Wiig, é um momento de comemorar, " os povos indígenas tem um papel fundamental na manutenção do equilíbrio climático e preservação florestal, seus direitos e a gestão de suas terras são elementos cruciais para o futuro sustentável". A embaixadora destacou a parceria de 32 anos com o governo brasileiro. A Noruega é o maior financiador do Fundo Amazônia, com aporte da ordem de 1 bilhão de dólares.

 

 

Benefício para os Povos Ashaninka

 

Os povos Ashaninka também serão beneficiados com um financiamento de R$ 6,5 milhões do BNDES. Esse foi o primeiro financiamento do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social concedido diretamente a povos indígenas. Para o representante dos Povos Ashaninka, Francisco Piãnko, presente à assinatura do contrato de concessão, está se quebrando um tabu e iniciando um processo novo para a gestão territorial. " A grande luta nossa, é manter as florestas, manter as tradições e ao mesmo tempo desenvolver de maneira sustentável, sem comprometer o futuro das nossas gerações", destacou Piãnko.

 

Clique aqui para conhecer as propostas


Destaques

class=Professores indígenas, crianças e anciões da Terra Indígena Kwatá Laranjal participaram da 3ª Oficina do Projeto Ya'õ Etabeg de revitalização da língua Munduruku. O principal objetivo da iniciativa é expandir o ensino...

class=Os Karajá das aldeias Fontoura e Santa Isabel do Morro deram o primeiro passo para a implantação do manejo participativo de pirarucus na Ilha do Bananal (TO). Entre os dias 1º e 7 de agosto, foram realizados cursos voltados...

class=Em apenas 20 dias como presidente da Funai, Marcelo Xavier já recebeu na sede do órgão, em Brasília, mais de 200 indígenas de várias etnias do país. Entre as principais demandas, as lideranças reivindicaram qualidade do...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05