Funai divulga resultados da I Conferência Nacional de Política Indigenista

fotofinalconf2A I Conferência Nacional de Política Indigenista constituiu-se como uma importante instância de participação social diferenciada, visando à promoção de um espaço de diálogo e atuação conjunta entre a administração pública e os mais de 300 povos indígenas do Brasil.

 

Durante todo o ano de 2015, representantes indígenas de todas as regiões do país, reunidos em 142 conferências locais e 26 etapas regionais, formularam diretrizes, em forma de propostas, que deverão conduzir a política nacional indigenista, com o objetivo de consolidar e aprimorar os direitos já reconhecidos pela Constituição Federal de 1988. Ao avaliar a ação indigenista do estado brasileiro, as representações indígenas não somente reafirmaram seus direitos constitucionais, como também pautaram ações e políticas específicas que deverão ser construídas, de forma participativa, mediante a perspectiva da descolonização da relação do Estado brasileiro com esses povos.

 

Após a realização da etapa nacional, entre os dias 14 e 17 de dezembro, um total de 868 propostas foram consolidadas, das quais 216 foram caracterizadas como urgentes. As propostas foram divididas nos seis eixos temáticos trabalhados durante o processo de realização da Conferência, direcionados a uma reflexão contextualizada sobre os princípios da proteção territorial, da participação social e do direito à consulta, do desenvolvimento sustentável, dos direitos individuais e coletivos, da reafirmação da diversidade cultural e étnica do Brasil e do direito à memória e à verdade:

 

· Eixo 1 - Territorialidade e o Direito Territorial dos Povos Indígenas: 60 propostas

· Eixo 2.1 - Participação, Transparência, Controle Social e Representação Política: 90 propostas

· Eixo 2.2 - Direito à Consulta, Autonomia, Autodeterminação, Fortalecimento Institucional e Governança: 110 propostas

· Eixo 3 - Desenvolvimento Sustentável de Terras e Povos Indígenas: 169 propostas

· Eixo 4.1 - Direitos Individuais e Coletivos dos Povos Indígenas: 198 propostas

· Eixo 4.2 – Educação: 65 propostas

· Eixo 4.3 – Saúde: 69 propostas

· Eixo 5 - Diversidade Cultural e Pluralidade Étnica no Brasil: 83 propostas

· Eixo 6 - Direito à Memória e à Verdade: 24 propostas

 

Participaram da construção das propostas cerca de 1500 representantes indígenas, a Funai, o Ministério da Justiça, as organizações indígenas e outros 11 órgãos de governo.

 

Acesse aqui as propostas gerais e as propostas urgentes!

 

Texto: Mônica Carneiro/ASCOM

Destaques

class=Esta semana (14 a 18/8), a Coordenação Regional (CR) Amapá e Norte do Pará está envolvida no treinamento dos servidores para o uso do Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Após a capacitação, a CR passa a fazer...

class=Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) julgaram improcedentes as ações do estado de Mato Grosso que pediam indenização da União por destinação de terras que foram incluídas na terra indígena Parque do Xingu, e...

class=A embaixada da Colômbia convida a todos para a exibição, nesta quarta-feira (16), do filme indígena "O abraço da serpente", no Centro Cultural da ADUNB, às 15h. Indicado ao Oscar 2016 de melhor filme em língua estrangeira,...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05