DGM Brasil divulga resultado de edital em apoio aos Povos Tradicionais do Cerrado

walmerFoi divulgado, no último dia 20, o resultado do 1° edital DGM Brasil, que contemplou 40 propostas oriundas de Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades Tradicionais. As propostas selecionadas visam apoiar ações dessas populações para a gestão territorial, florestal e ambiental de seus territórios, promover atividades econômicas sustentáveis e reduzir as vulnerabilidades sociais, culturais, ambientais e climáticas, mediante o fortalecimento dessas organizações em defesa do Cerrado brasileiro.

 

O edital previa inicialmente a seleção de 20 iniciativas, mas foi ampliado devido à qualidade das 158 propostas apresentadas. O Comitê Gestor Nacional do DGM Brasil, composto por representações indígenas, quilombolas, de comunidades tradicionais e do governo federal, incluindo-se a Funai, apresentou recomendação acerca de outras propostas não selecionadas. Nesse contexto, a coordenação do projeto DGM Brasil tem buscado incentivar essas iniciativas em outros editais ou fundos de apoio, como é o caso do edital do Critical Ecosystem Partnership Fund (CEPF), aberto até 30 de setembro.

 

No mês de novembro, as organizações proponentes das iniciativas selecionadas passarão por uma atividade de capacitação. Segundo a coordenação do projeto, durante essa atividade os orçamentos poderão ser revistos, tendo em vista a perspectiva de detalhamento das propostas, de forma que o apoio total do edital poderá chegar a 7 milhões de reais. Do total de propostas contempladas, 23 apoiarão projetos de iniciativa dos povos indígenas.

 

O Projeto DGM/Brasil faz parte do DGM Global, que é uma iniciativa estabelecida no âmbito do Programa de Investimento Florestal (FIP) com o objetivo de conceder subsídios destinados a melhorar a capacidade dos Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades Tradicionais e apoiar suas iniciativas em 8 países-piloto, sendo que o Brasil é um deles. O Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA/NM) foi escolhido por um processo de seleção pública como a Agência Executora Nacional (AEN) deste projeto e fará a gestão dos recursos destinados ao DGM/Brasil, apoiando as iniciativas das organizações proponentes.

 

Texto: Mônica Carneiro/ASCOM

Com informações do DGM Brasil

Destaques

class=Professores indígenas, crianças e anciões da Terra Indígena Kwatá Laranjal participaram da 3ª Oficina do Projeto Ya'õ Etabeg de revitalização da língua Munduruku. O principal objetivo da iniciativa é expandir o ensino...

class=Os Karajá das aldeias Fontoura e Santa Isabel do Morro deram o primeiro passo para a implantação do manejo participativo de pirarucus na Ilha do Bananal (TO). Entre os dias 1º e 7 de agosto, foram realizados cursos voltados...

class=Em apenas 20 dias como presidente da Funai, Marcelo Xavier já recebeu na sede do órgão, em Brasília, mais de 200 indígenas de várias etnias do país. Entre as principais demandas, as lideranças reivindicaram qualidade do...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05