Funai seleciona instituições que queiram receber filmes indígenas para atividades arte-educativas

caixacinexavanteInstituições interessadas em realizar atividades arte-educativas por meio da exibição de filmes indígenas, com foco no povo Xavante, podem participar do processo de seleção da Funai que vai disponibilizar caixas de DVDs com sete filmes cada uma, por meio da Coordenação Regional (CR) Xavante. O material será distribuído gratuitamente para as 70 instituições selecionadas. As inscrições vão até dia 30 de junho de 2017.

 

As caixas foram produzidas pela Coordenação Técnica Local em Nova Xavantina/MT, com apoio do Museu do Índio, como parte do projeto "Cinema nas Aldeias Xavante: ver, ouvir e debater", de 2015. Esse projeto promoveu sessões de cinema itinerante em aldeias Xavante da Terra Indígena Parabubure, em Campinápolis-MT, e distribuiu a coleção dos filmes exibidos para todas as escolas indígenas das nove terras indígenas do povo Xavante, por meio das Secretarias Municipais e Estadual de Educação.

 

A iniciativa visa difundir a produção audiovisual indígena, em particular do povo Xavante, com o objetivo de promover espaços de reflexão e educação sobre a realidade indígena brasileira, contribuindo para a diminuição dos preconceitos e da desinformação sobre os povos originários na sociedade brasileira.

 

Podem participar da chamada pública instituições públicas ou privadas sediadas no Brasil, constituídas formalmente ou não, que venham a utilizar este material de forma pró-ativa em atividades sem fins lucrativos de caráter educativo, artístico, cultural e informativo.Será dada prioridade para instituições que trabalham diretamente com a questão indígena - como movimentos, associações indígenas e entidades indigenistas - e para instituições localizadas na mesorregião leste mato-grossense (Xingu-Araguaia), onde reside a maior parte do povo Xavante, e no Mato Grosso. As instituições selecionadas deverão se responsabilizar pelos custos de envio do material.

 

Os filmes que fazem parte da caixa são: A'uwẽ Uptabi – O Povo Verdadeiro (32", Brasil, 1998); Piõ Höimanazé – A Mulher Xavante em Sua Arte (52", Brasil, 2008); Tsõ'rehipãri – Sangradouro (28", Brasil, 2009); Índio Cidadão? (52", Brasil, 2013); Homem Branco em Marãiwatsédé (12", Brasil, 2011); A Terra Não Termina (15", Brasil, 2012); e Uma Casa Uma Vida (24", Brasil, 2013).

 

ACESSE AQUI O EDITAL E A FICHA DE INSCRIÇÃO

Ana Heloisa d'Arcanchy / Ascom

Colaboração: Maíra Ribeiro / CR Xavante-Funai

Destaques

class=A Associação de Mulheres Indígenas Jenipapo-Kanindé (AMIJK)realizou, entre os dias 16 e 18 de junho, o quarto e último módulo da "Formação de Cineastas Indígenas – Um olhar etnográfico". O projeto teve o apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).

 

class=Rio Araguaia, nasce no Cerrado e corre como sangue nas veias do meu coração. Suave melodia do vento conta nossa história de amor. Na minha angústia, mergulhei em tuas águas. Senti teu clamor.

class=A Funai lançou um edital de processo seletivo para que sejam preenchidas vagas e também formar cadastro reserva para quem deseja trabalhar com estágio remunerado em suas unidades.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05