Mais de cinco mil indígenas serão beneficiados com novas CTL’s de MT e RO

materia2"Nunca recebemos a visita de um presidente da Funai". Essa era a frase mais escutada pelo presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, em visita às comunidades dos municípios mato-grossenses de Tangará da Serra, Campo Novo dos Parecis e Sapezal e Vilhena (RO), na semana passada (27 a 30 de agosto). Franklimberg fez questão de ir pessoalmente inaugurar as quatro Coordenações Técnicas Locais que atenderão a mais de cinco mil indígenas, e ouviu todas reinvindicações e necessidades das lideranças da região.

 

 

"Fico muito feliz por poder vir até a ponta e ver in loco as necessidades que nossos indígenas estão passando. Poder inaugurar essas CTL's, todas com prédio próprio da Funai, é uma satisfação imensa. Os recursos que gastaríamos com aluguel, serão revertidos para atender às comunidades, que precisam de saúde e educação de qualidade e de recursos para se auto sustentarem e gerarem renda", comemorou o presidente.

 

 

Geração de renda

 

Em Mato Grosso, as comunidades indígenas têm se destacado no plantio de grãos, como soja, milho, mandioca, abóbora, batata, batata-doce, feijão, entre outros. Há quatro anos, foi firmado um Termo de Ajustamento de Conduta com cinco associações dos povos Pareci, Nambikwára e Manoki e fornecedores não-indígenas de insumos para o desenvolvimento das atividades produtivas em cinco Terras Indígenas, que somam mais de 18 mil hectares. O TAC vigora até setembro de 2018, e, a partir de então, as comunidades assumirão a gestão das lavouras.

 

O presidente da Funai explica que, de acordo com a Convenção 169 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), os indígenas têm o direito de escolherem seu modelo de desenvolvimento econômico. "A maioria das reivindicações que encontramos nesses municípios foi em relação ao apoio da Funai para que as comunidades possam plantar em suas terras. Estou tendo a oportunidade de conhecer o trabalho que os Pareci têm feito ao vivo e à cores, o que me deixa muito emocionado. Eu sei que se eles não puderem plantar, irão para a beira da estrada, pedir esmolas. Não podemos permitir que isso aconteça", ressaltou Franklimberg.

 

 

Tangará da Serra

 

tangaraO presidente da Funai inaugurou a Coordenação Técnica Local de Tangará da Serra no dia 28 de agosto. O prédio foi cedido pela prefeitura do município e fica ao lado da Associação Waymaré, que recebe indígenas que vem de fora da região e universitários. A CTL atenderá a mais de três mil indígenas.

 

"A vinda do presidente da Funai à nossa região traz a esperança de que as políticas públicas indígenas serão de fato implantadas. O senhor é muito bem-vindo", disse o coordenador da CTL, Martins Toledo de Melo.

 

Ainda em Tangara da Serra, Franklimberg visitou a aldeia Rio Verde, da etnia Pareci. Lá vivem cerca de 700 indígenas, mais de 40 já estão graduados. A aldeia tem posto de saúde de atenção básica e uma escola bilíngue. O cacique-geral João Garimpeiro recebeu o presidente da Funai com muita festa e o presenteou com um cocar. As lideranças reivindicaram o projeto de lavoura e a demarcação das Terras Indígenas de Uirapuru, Ponte da Pedra e Estação Rondon.

 

"O projeto agrícola restaurou o povo Pareci, trouxe de volta nossa esperança e sustentabilidade, evitando que nossos jovens entrem para as drogas e nossas índias para a prostituição. Cada casinha que nós temos é fruto do projeto", afirmou o cacique Carlito Pareci.

 

 

Campo Novo dos Parecis

 

campo novo pareciEm campo Novo dos Parecis, o presidente da Funai foi recebido (dia 21) com muita dança pela comunidade indígena do cacique Rony Azoinace, da aldeia Wazare. Estavam presentes o prefeito Rafael machado e vereadores do município, o secretário de segurança, a polícia militar e representantes da Associação Waymaré.

 

O cacique Rony entregou ao presidente um projeto desenvolvido há três anos para visitação e eco turismo nas comunidades indígenas. Representando os caciques da região, a cacica Miriam Pareci pediu o fortalecimento da Funai e o apoio da instituição para projetos agrícolas de lavoura mecanizada.

 

Destaques

class=O presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, participou nesta sexta-feira (22) de uma reunião em Porto Alegre-RS com o coordenador regional de Passo Fundo, Lauriano Artico, o prefeito de Charrua, Valdésio Roque Della Betta,...

class=Direitos sociais, educação, saúde e demarcação de terras: essas foram as principais reivindicações da Grande Assembleia das Mulheres Guarani e Kaiowá, que começou nessa segunda (18) e vai até amanhã (22), no...

class=A Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Espírito Santo (Seama) celebram, nesta quinta-feira, 21, Acordo de Cooperação Técnica (ACT), no âmbito do Programa...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05