Arara Shawãdawa optam pela energia sustentável

energiasolar

O povo Arara Shawãdawa da Terra Indígena Arara do Igarapé, interior do Acre, agora pode contar com a energia solar para se beneficiar dos derivados do cocão, palmeira da região do Juruá.

 

 

O projeto, idealizado pelos próprios indígenas via cooperativa Pushuã, foi selecionado no âmbito do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre e, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente na região - Sema, recebeu o apoio necessário para se tornar realidade e beneficiar a comunidade na produção da amêndoa seca e carvão, produtos derivados do cocão.

 

Com o objetivo de diminuir o uso do óleo diesel, os Shawãdawa optaram por utilizar uma fonte de energia renovável e sustentável: a energia solar. Com o apoio direto da Sema no financiamento, assistência técnica e capacitações, semana passada, na aldeia Raimundo Vale, a comunidade indígena já pôde ver 80% de sua fábrica de extração funcionar à base de energia limpa.

 

ararashawadawa

A preocupação dos Sahawãdawa em utilizar seus recursos evitando, ao máximo, a agressão à natureza, é apenas mais uma demonstração da desenvolvida relação de respeito e harmoniosa convivência a que se propõem com o meio ambiente.

 

 

 

Kezia Abiorana

Ascom/Funai

 

 

Destaques

class=Depois de quase um século de luta, o grande cacique João de Pontes faleceu, no último sábado (18), aos 93 anos. Conhecido pelo empenho na manutenção dos costumes do seu povo, ao perceber que o idioma Yaathê poderia...

class=Com vistas a ampliar as medidas de reparação às populações atingidas pelo Rompimento da Barragem de Fundão da Mineradora Samarco, a Câmara Técnica Indígena e Povos e Comunidades Tradicionais (CT-IPCT) promoveu na última...

class=Encerra-se hoje (15) a Oficina de Capacitação em Acesso e Repartição de Benefícios, evento organizado pela Coordenação-Geral de Gestão Ambiental (CGGAM), em parceria com o Departamento de Apoio ao Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (DCGen) e com o Departamento de Patrimônio Genético (DPG) do Ministério do Meio Ambiente (MMA), com o objetivo de qualificar e fortalecer a atuação de servidores da Funai e representantes indígenas no que diz respeito à proteção e salvaguarda dos conhecimentos tradicionais associados e à garantia da repartição de benefícios advinda do uso desses conhecimentos.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05