Presidente da Funai participa de reunião sobre imigrantes Warao em Belém

indagenas da etnia warao buscam melhores condiassaues de vida no brasilO presidente Franklimberg de Freitas participou de reunião na Procuradoria da República no Estado do Pará para tratar sobre a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao que chegam às cidades de Belém e Santárem.

 

A reunião, organizada pelo Ministério Público Federal para abordar os direitos a abrigo e assistência humanitária, contou com a participação da Funai, de representantes indígenas Warao, de representantes das Secretarias do Estado do Pará e de organizações e entidades não governamentais envolvidas na assistência aos grupos de indígenas na região.

 

O fluxo migratório do "povo da canoa" (significado do termo Warao), que começou em 2014 e intensificou-se a partir de 2016, tem trazido novos desafios ao governo brasileiro.

 

Em busca de condições de subsistência não mais oferecidas pelo país de origem, os indígenas venezuelanos têm se dirigido a Roraima, Amazonas e Pará. Destarte, as Secretarias de Estado, demais órgãos públicos e entidades não governamentais passaram a trabalhar em parceria no intuito de acolher e prestar assistência humanitária necessária aos Warao.

 

A Funai, dentro de suas atribuições, tem acompanhado os diálogos e articulações interministeriais sobre o assunto e prestado assistência técnica em pesquisas, eventos e Grupos de Trabalho que se dispõem a discutir as condições dos indígenas venezuelanos no Brasil, como nas discussões sobre o Plano de Ação sobre a Migração Venezuelana, sob coordenação da Casa Civil, e nas tratativas da criação de Grupo de Trabalho organizado pelo Conselho Nacional de Imigração.

waraopresidente

 

Segundo Franklimberg, atender demandas de indígenas estrangeiros representa um desafio à Fundação que, mesmo com limitações técnicas, não tem medido esforços para contribuir com a força-tarefa entre o Governo Federal e as esferas estaduais. "A Funai tem assessorado os órgãos que já tratam do assunto: a Casa Civil, a 6ª Câmara e o Ministério das Relações Exteriores. Enfrentamos, no entanto, a limitação de não dispormos, em nosso quadro de servidores, de antropólogo com conhecimento aprofundado na etnia e esse é um dos principais desafios para a Funai ao acompanhar o grupo multidisciplinar organizado pelo Governo", ressaltou.

 

Em 2017, Franklimberg visitou também os centros estaduais de acolhimento e assistência aos imigrantes nos estados de Roraima e Amazonas, acompanhando o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, no intuito de conhecerem a realidade em que vivem os indígenas.

 

No caso das cidades de Belém e Santarém, a partir da reunião na Procuradoria, a Funai comprometeu-se a prestar apoio técnico e acompanhar o desenvolvimento da política de atendimento aos indígenas venezuelanos no Estado do Pará por meio de suas unidades locais, buscando garantir direitos e o respeito às especificidades do povo Warao.

 

ctlbelemApós o término da reunião, o presidente da Funai visitou a Coordenação Técnica Local de Belém onde conversou com os servidores e ficou a par dos trabalhos realizados e das dificuldades enfrentadas. Encontrou-se, também, com lideranças indígenas do Estado do Pará para o conhecimento de suas demandas.

 

Kézia Abiorana

Ascom/Funai

 

Apoio: Danusa Sabala (ASPR)

Destaques

class=O presidente Franklimberg de Freitas viajou esta semana ao Peru para representar o Brasil, como Estado Membro, na Reunião Sub-regional da América do Sul, que ocorre entre os dias 21 e 23, em Lima, como parte do processo...

class=No dia 24 de fevereiro, pré-estreia Piripkura. O filme recebeu o prêmio de melhor longa-metragem de Documentário na 19ª edição do Festival do Rio, o Prêmio de Direitos Humanos no IDFA (Festival Internacional de...

Foto: Mário Vilela/Funaiclass=O presidente da Funai participou ontem (19), no Supremo Tribunal Federal, da abertura da exposição "Amazônia", do fotógrafo Sebastião Salgado. No evento, Salgado destacou a importância dos povos indígenas para a proteção...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05