Comunidade Tingui-Botó recebe caminhão para auxiliar em atividades agrícolas

tinguiboto2O povo Tingui-Botó de Feira Grande (AL) recebeu na última terça-feira (15) um caminhão F400, adquirido em licitação de 2017, promovida pela Coordenação Regional da Funai de Cuiabá.

 

Rodrigo Orestes, Coordenador Regional do Nordeste I, em Alagoas, se disse satisfeito com o trabalho realizado em prol da conquista dos Tingui-Botó: "Para nós que temos acompanhado de perto a necessidade da comunidade, que é a maior no Estado de Alagoas na produção de batata, é gratificante vê-los recebendo esse veículo".

Reivindicação antiga da comunidade, o veículo com capacidade de carga de 8,3 toneladas conferirá mobilidade e autonomia nas atividades produtivas que, no caso dos Tingui-Botó de Alagoas, baseia-se, principalmente, no cultivo de tubérculos como batata-doce, mandioca e derivados, agricultura e pecuária de subsistência.

A comunidade indígena, que antes fretava veículos, agora poderá transportar insumos e fazer o escoamento da produção, reduzindo os custos e usufruindo dos benefícios provenientes do retorno financeiro.

Ascom/Funai 

Destaques

class="É necessário ter uma convergência de esforços entre as instituições do Governo Federal responsáveis pelo desenvolvimento sustentável nas Terras Indígenas e também em outras Unidades de Conservação". A afirmação é...

class=Criar um vínculo e trabalhar em parceria com a Funai, visando ao bem-estar dos associados, servidores e indígenas foi o objetivo da reunião da Associação Nacional dos Servidores da Funai (Ansef) com o Presidente da Funai,...

class=Proteção, vigilância, expedições de localização. Seria possível o trabalho com povos indígenas isolados e de recente contato ser ainda mais extenso e complexo? A Frente de Proteção Etnoambiental Madeira-Purus (FPEMP) tem provado que sim. 

 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05