Povo Krenak perde Cacique Him

cacique-Him-Krenak-300x300A Funai lamenta o falecimento de José Alfredo Oliveira, o Cacique Him Krenak, também apelidado de 'seu' Nego, na última sexta-feira(3).

 

Liderança histórica do movimento indígena e da luta pela terra no Vale do Rio Doce, Minas Gerais, o Cacique Nego Krenak era uma pessoa muito discreta, extremamente íntegra e trabalhadora – bom pai e esposo. Recebia as pessoas que visitavam a aldeia sempre com muita atenção. Era um grande conciliador político, inclusive entre os Krenak, tendo lutado arduamente pela garantia dos direitos e contra a dispersão do seu povo, desde o período da ditadura militar até acontecimentos mais recentes como o rompimento da Barragem do Fundão. Foi forte líder em busca da demarcação da terra indígena Krenak e das políticas públicas de direito para a sua aldeia.

 

Aos 72 anos de idade, Him encerra sua jornada em vida, mas temos a certeza que ele deixou um legado de luta e coragem em cada um que o conheceu e que jamais se apagará de nossas memórias. Exemplo de honestidade, força e simplicidade.

 

Com informações do Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva (Cedefes)

Destaques

class=Representantes de 30 Coordenações Regionais, Museu do Índio e Sede da Funai participaram do "Seminário de Encerramento do Exercício 2018", em Brasília, na última terça-feira (11). Realizado pela Coordenação-Geral de...

class=

 

As experiências e iniciativas sustentáveis de geração de renda empreendidas pelos Kĩsêdjê chamaram a atenção dos Xavante (autodenominados A'uwẽ) que, para conhecê-las, empreenderam uma viagem de quase 600 km, promovida pela Coordenação Regional Xavante na primeira semana de dezembro.

class=O indigenista Fernando Schiavini, o repórter Rubens Valente e o antropólogo e professor universitário Henyo Barreto foram alguns dos nomes que abrilhantaram a II Semana Indigenista da Funai entre os dias 3 e 7 de dezembro.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05