100 dias na Presidência da Funai

 

 

Fortalecimento institucional

 

100DIAS4No Dia Mundial do Meio Ambiente (5/6) foram entregues, aproximadamente, dez mil mudas do Programa Reflorestar a 126 famílias indígenas. Ainda em junho, 23 povos em sete Terras distintas, totalizando uma área de abrangência de cerca de 11,5 mil hectares, foram beneficiados com a assinatura do Plano de Trabalho do Acordo de Cooperação Técnica - ACT com o Instituto Socioambiental – ISA e a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro – FOIRN.

 

Foi assinado o primeiro Plano de Visitação aprovado fora da região amazônica – Tenondé Porã, e um Termo de Ajuste de Conduta para dar início ao processo de transição produtiva nas Terras Indígenas Nonoai, Serrinha e Guarita.

 

 

 

Próximos passos

 

"É necessário fazer mais e melhor, com pouco recurso. Não existe receita mágica, será muito trabalho qualificado de gestão pública. Isso, sem abrir mão da interação com todos os envolvidos na questão indígena", esclarece Bastos.

 

A Funai continuará o programa de interação com os povos atendidos, servidores e demais atores envolvidos, estabelecendo, simultaneamente, ações para solução dos problemas mais simples e planos para os mais complexos. Questões fundamentais para o funcionamento eficaz da instituição e para a prestação do serviço técnico, como orçamento, valorização e ampliação dos recursos humanos, além de infraestrutura, permanecem na pauta de defesa na presidência.


Segundo Bastos, a dedicação dos servidores e diretoria foi o fator decisivo para esse bom começo de trabalho.

 

 

 

Ana Carolina Aleixo Vilela - Ascom/Pres

Destaques

class=De origem Xerente, etnia habitante da região central do Tocantins, a estudante de Enfermagem Kássia Gomes dos Santos, 20 anos, é a primeira de sua comunidade a cursar uma graduação na área da Saúde. O acesso à...

class=Cerca de 1.700 eleitores A'uwẽ Uptábi Xavante da Terra Indígena São Marcos devem realizar o recadastramento biométrico até o dia 29 de março. Durante este mês, um ônibus da prefeitura de Barra do Garças-MT tem feito o...

class="Muito obrigada a vocês, meus netos, que não têm vergonha de mostrar o costume dos antigos, dos velhos e dos nossos avós." Diante dos jovens da aldeia Bananal, na Terra Indígena Taunay/MS, uma senhora de 87 anos agradece, em frases melódicas, o registro das tradições Terena. Essa é uma das cenas de O índio velho - Memória ancestral, documentário sobre idosos indígenas lançado ontem (14) pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), em Brasília.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05