Funai e SESAI buscam ampliar proteção a indígenas isolados

sesai e funai

Com o propósito de traçar estratégias protetivas a grupos indígenas isolados no Vale do Javari, Estado do Amazonas, representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) discutiram o histórico dos últimos contatos ocorridos naquela região e indicaram ações para minimizar os impactos negativos à saúde dos indígenas em razão do contato com não índios. 


Para garantir segurança aos povos indígenas isolados, é necessário que os contatos com a sociedade envolvente sejam planejados com base em conhecimentos específicos 

 

Do encontro realizado em Brasília, nesta terça-feira (02), participaram os representantes da Funai: o diretor de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável, Rodrigo Paranhos Faleiros; a diretora de Proteção Territorial, Azelene Inácio; o coordenador-geral de Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato, Bruno Pereira; e o ouvidor da Fundação, Thiago Fiorott. Pela SESAI (Ministério da Saúde) estiveram presentes: o secretário Especial de Saúde Indígena, Marco Toccolini; o diretor de Atenção à Saúde Indígena, Flávio Gomes Júnior e a servidora Roberta Aguiar Cerri, da Divisão de Programas e Projetos de Saúde Indígena.


Povos indígenas isolados


São grupos sem nenhum contato ou com pouca interação com as sociedades envolventes. Registros históricos demonstram que o isolamento de indígenas pode ser consequência de contatos com impactos negativos, como o aparecimento de enfermidades tipicamente de populações urbanas – infecções, epidemias etc. –, atos de violência física, mortes, espoliação de recursos naturais, entre outras situações que geram vulnerabilidades aos territórios. Mas o isolamento também pode ser ato de vontade pela autossuficiência social e econômica.

Para Marco Toccolini, secretário Especial de Saúde Indígena, "a articulação intersetorial é de vital importância para a proteção dos povos isolados". As instituições se comprometeram a tratar o assunto de forma prioritária no âmbito de suas responsabilidades.

Distrito Sanitário Vale do Javari

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Vale do Javari ocaliza-se no município de Atalaia do Norte e tem abrangência no extremo oeste do Amazonas, tríplice fronteira entre a Colômbia e Peru. Esta unidade atende 59 aldeias e uma população de 6.263 indígenas de seis etnias. O DSEI possui oito Polos-Bases e uma Casa de Saúde Indígena (CASAI).



por Marcelo de Paiva, da Comunicação SESAI
foto de capa: índios isolados, Amazônia – Gleilson Miranda/Funai

Destaques

Paresi agredido em MTEm São Carlos/SP nesta segunda-feira (18), a secretária nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Sandra Terena, visitou indígena que teve o...

class="O indígena é livre e tem espontânea vontade para fazer o que quiser." A frase do Karapanã, de apenas 13 anos, retrata com perfeição a inusitada vida que leva e o faz destaque na nossa página neste dia 19, Dia do...

class=Pangùbàà panzanì mene mangà panbàt pìt tikìà. Numa tradução aproximada do tupi-mondé, a oração que abre essa matéria quer dizer: estudar é o melhor caminho a seguir. Seja na língua materna do Povo Cinta Larga ou em português, alcançar o conhecimento é expandir possibilidades. Com esse pensamento, jovens dessa etnia começaram a frequentar os cursos técnicos de Meio Ambiente, Comércio e Agropecuária do Instituto Federal do Mato Grosso, no município de Juína, a 734 km de Cuiabá.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05