Em visita de cortesia, Ministro da Embaixada da Suíça oferece apoio à Fundação Nacional do Índio

embaixa suica a edO ministro da Embaixada da Suíça, Boris Richard, acompanhado de sua assessora, Maria Dobischok, realizou uma visita de cortesia à Fundação Nacional do Índio (Funai) e foi recebido pelo presidente da Fundação, Wallace Bastos, o assessor de Estudos e Pesquisas, Cleilson Gadelha, e o coordenador de Políticas Ambientais, Paulo Ibituruna.

 

O ministro enfatizou a importância da Amazônia do ponto de vista internacional e mostrou interesse por temas diversos como a preservação ambiental, demarcação, fiscalização e cultura indígena. Richard afirmou, na reunião, que gostaria de ajudar a Funai. O embaixador solicitou uma lista de projetos para estudar em que poderá ajudar a Fundação. "Gostaria de saber como fazer algo, como podemos apoiar", afirmou.

A Suíça é conhecida pelos investimentos na redução de uso de combustíveis nucleares, sendo ainda recordista em usinas geotérmicas. O país também se destaca pela qualidade do ar, políticas ambientais e projetos de redução de emissão de dióxido de carbono. Além disso, o país ainda configura entre aqueles que têm melhor desempenho global em saúde humana em torno da qualidade da água e do ar.

Durante o encontro, Bastos contextualizou a situação dos povos originários e os desafios enfrentados pela Funai na busca da garantia dos direitos dos indígenas brasileiros, assim como explicou a diversidade de temas que envolvem a causa, não sendo correto limitar a questão indígena a um ou dois assuntos.

Bastos enfatizou, ainda, que "transferências de conhecimentos, cooperações técnicas, tecnologias, capacitação, treinamento, tudo isso ajuda a Funai. Não apenas recursos financeiros". Para o presidente, fazer parcerias com governos e instituições estrangeiras é uma estratégia diante da crise, que não ataca só a Funai mas todos os órgãos públicos.

O presidente destacou as parcerias que já existem com o governo alemão, por meio do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW) e Agência Alemã de Cooperação para o Desenvolvimento (GIZ), e com os Estados Unidos, por meio do Plano de Cooperação Técnica entre a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Ana Carolina Vilela 

Assessoria de Comunicação Social/Funai

Destaques

class="É necessário ter uma convergência de esforços entre as instituições do Governo Federal responsáveis pelo desenvolvimento sustentável nas Terras Indígenas e também em outras Unidades de Conservação". A afirmação é...

class=Criar um vínculo e trabalhar em parceria com a Funai, visando ao bem-estar dos associados, servidores e indígenas foi o objetivo da reunião da Associação Nacional dos Servidores da Funai (Ansef) com o Presidente da Funai,...

class=Proteção, vigilância, expedições de localização. Seria possível o trabalho com povos indígenas isolados e de recente contato ser ainda mais extenso e complexo? A Frente de Proteção Etnoambiental Madeira-Purus (FPEMP) tem provado que sim. 

 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05