Nota da Funai sobre eleições em Mato Grosso

A Funai vem a público se posicionar em relação às informações veiculadas na mídia sobre um suposto conflito em que indígenas da região de Brasnorte teriam recebido o exército com flechas.

 

É de fundamental importância comunicar à sociedade que, diferentemente do que foi veiculado, as eleições na região ocorreram de maneira pacífica e conforme o planejado junto ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso. Os indígenas do povo Myky negaram a hostilidade e reconheceram a importância de receber as urnas em seu território. O Estado, por meio do TRE-MT e do Exército Brasileiro, viabilizou o exercício do direito político dos indígenas votarem no ambiente seguro da aldeia.

Os preparativos começaram no dia anterior, quando as equipes do TRE-MT e do Exército chegaram à aldeia. Todos compartilharam refeições e dormiram no local. No dia seguinte, para a ocasião considerada solene e festiva, alguns indígenas anciãos compareceram trajando vestes e adereços tradicionais, o que incluía cocares, maracás, arcos, flechas e demais ornamentos que uma visita de tamanha importância merece. Tudo ocorreu de maneira pacífica, apesar de, nos primeiros minutos, os anfitriões terem sido interpretados como hostis pelos visitantes: "Os velhos também foram lá. Não pra fazerem coisa que não devem fazer mas foram pra mostrar como vivemos na nossa cultura. [...] É assim que [os anciãos] se apresentam para os de fora. [...] é assim que eles vão estar apresentando sempre", disse Maria Isabel, liderança feminina, informação que foi endossada por Kiwuxi Myky, que não fala português, mas foi traduzido por Typju Myky, estudante indígena.

Um dos voluntários para o serviço de mesário é servidor da Funai e pôde acompanhar a ação desde o princípio até o encerramento da votação. O servidor informa que o evento contou com a adesão de 100% dos eleitores que atendiam os critérios de obrigatoriedade do voto. A única abstenção foi de uma pessoa com mais de 65 anos de idade, cujo voto é facultativo.

Diante das informações, a Funai considera que o processo eleitoral junto ao povo Myky foi bem sucedido, sendo acolhido por todos os eleitores. Considera, ainda, com os subsídios dos indígenas e de servidores da Funai, que não houve flechada, mas, uma falha na comunicação entre os visitantes e os anciãos, orgulhosos para exibir seus costumes. Felizmente, foi contornado com diálogo e respeito por parte de todos os envolvidos.


Destaques

class=Nos autos da Ação Civil Pública nº 1004249-82.2018.4.01.3200, foi determinada, em sede liminar, a convocação e nomeação imediata dos aprovados excedentes do concurso da Funai, realizado em 2016. Ocorre que, em fase da...

class=A Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal (6CCR) lança o Manual de Jurisprudência dos Direitos Indígenas. A publicação traz 26 temas de direitos indígenas discutidos a partir de casos concretos, com a compilação das principais decisões de tribunais nacionais e internacionais em cada temática analisada. A obra tem como objetivo subsidiar a atuação de membros do Ministério Público Federal na defesa de direitos dos povos originários, órgãos governamentais e organizações não-governamentais, além de estudantes e pesquisadores.

class=O Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) instituiu grupo de trabalho para discussão de assuntos voltados ao acompanhamento e avaliação da gestão dos recursos, impactos sociais e desempenho das ações da Rede de...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05