Força-tarefa desarticula quadrilha que roubaria cerca de cem toneladas de madeira na Terra Indígena Aripuanã-MT

apreensao

 

Entre os dias 23 e 26 de outubro, uma ação de fiscalização idealizada pelo IBAMA e executada em parceria com a Funai e o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil-MT frustrou os planos de uma quadrilha de madeireiros que operavam na Terra Indígena Aripuanã, no Mato Grosso. A região alvo da fiscalização fica a sudoeste da terra indígena supracitada, em localidade que faz fronteira com o estado de Rondônia.

 

Oito indivíduos foram detidos em flagrante, surpreendidos pela força-tarefa no início da noite, quando já se preparavam para retirar a madeira roubada da TI. Ao todo, seriam 100 metros cúbicos de madeira da espécie Tabebuia serratifolia, conhecida popularmente como ipê, que estavam distribuídos em sete caminhões. Os envolvidos serão multados e responderão civil e criminalmente por delitos previstos na lei 9.605/1998.

Além dos sete caminhões, foram apreendidos, ainda, dois tratores de pneu, um trator de esteira, uma caminhonete, uma motocicleta, diversas motosserras, entre outros bens de menor valor. Estima-se em R$ 1,5 milhão o valor total do patrimônio utilizado pela quadrilha na atuação ilegal dentro da TI.

 

 

 

Coordenação Regional Noroeste do Mato Grosso

Destaques

class=

 

Promover e proteger os direitos sociais, culturais e de cidadania dos povos indígenas no Brasil, a partir do respeito à diversidade e à organização específica de cada povo, é umas das competências da Funai que exigem grande mobilização e conhecimento técnico. Durante o ano de 2018, a Coordenação-Geral de Promoção da Cidadania (CGPC) da Diretoria de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável (DPDS) coordenou e apoiou diversas ações por todo Brasil que retratam o compromisso da instituição em fortalecer instrumentos e iniciativas que garantam os direitos das populações indígenas.

class=Em relação às matérias equivocadamente veiculadas na imprensa sobre o recém-empossado presidente da Fundação Nacional do Índio, Franklimberg de Freitas, não ter cumprido o período de quarentena estabelecido por lei ao...

class=

 

Há menos de 20 dias do início de 2019 e algumas instituições de ensino superior do país já estão envolvidas em diferentes fases dos processos seletivos específicos para admissão de alunos indígenas. Encerram hoje (18) as inscrições para o Vestibular 2019 do curso de Licenciatura Intercultural Indígena - Teko Arandu da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05