Parceria entre Funai e Indigenistas Associados traz discussão sobre assédio no trabalho

palestra assedioNa tarde da última sexta-feira (30), a Funai promoveu roda de conversa na sede do órgão, em Brasília, intitulada Conversando sobre assédio nas instituições públicas. A iniciativa da Indigenistas Associados (INA), em parceria com a Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas (CGGP), teve por intuito trazer à discussão institucional tema de grande potencial de impacto à saúde do servidor.

 

 

A configuração do evento buscou proporcionar a humanização do ambiente de trabalho e o acolhimento ao servidor, necessidades priorizadas a partir de denúncias recebidas pela INA e da compreensão do papel estratégico da Gestão de Pessoas na identificação e redução dos casos de assédio moral nas organizações.

 

"Às vezes, nós temos dificuldades de saber como lidar com as denúncias que recebemos por parte dos servidores sobre o assunto, por isso propusemos à CGGP esse espaço de diálogo para avançarmos nas discussões sobre o tema.", explicou Andrea Prado, presidente da INA. "Os servidores da Funai trabalham com 14% do território nacional e em áreas delicadas. Precisamos saber como nos proteger para que essas questões não nos tornem servidores adoecidos", completou.

 

A presença das palestrantes Anielle Castro Araújo Campos, psicóloga, e Verônica Quilhaborda Irazabal Amaral, advogada e co-fundadora da Associação de Advogadas pela Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, foi agregada à do ouvidor, Thiago Fiorott, do corregedor, Márcio Arcoverde, do coordenador-geral de Gestão de Pessoas, Ênio Soares e dos servidores que participaram pessoal e virtualmente, de maneira a construir um momento de compartilhamento de experiências, levantamento de questões, elucidações e proximidade entre os servidores e a instituição.Palestra assedio mesa

 

As palestras possibilitaram abordagem tanto sob o aspecto do indvíduo quanto do assédio organizacional que pode acontecer, inclusive, como forma de gestão, trazendo questões de relevância no âmbito jurídico e psicológico.

 

Thiago Fiorott chamou a atenção dos presentes para importância não só da resolução dos casos de assédio, mas também da prevenção. "Às vezes evitamos os temas que nos são espinhosos e, com isso, as possibilidades de conflitos aumentam. Quando não encaramos esses problemas de frente, eles tendem a crescer.", lembrou o ouvidor.

 

Ênio Soares explicou que a discussão sobre qualidade de vida no trabalho e as ações para aprimorar as relações humanas nesse ambiente não se limitará a um evento isolado e que terá continuidade com a próxima palestra Relações Humanas e Inteligência Emocional que ocorrerá neste mês na instituição. Andrea Prado compartilhou, também, que a INA publicará, em breve, uma cartilha sobre assédio no trabalho.

 

Todo o evento foi transmitido ao vivo pelo canal do Centro de Formação em Política Indigenista, no Youtube, e cada palestra pode ser acessada pelos links: Assédio sob o ponto de vista psicológico e suas consequências para a saúde do servidor e Assédio no ambiente de trabalho.


Kézia Abiorana
Assessoria de Comunicação/Funai 

Destaques

class=Representantes de 30 Coordenações Regionais, Museu do Índio e Sede da Funai participaram do "Seminário de Encerramento do Exercício 2018", em Brasília, na última terça-feira (11). Realizado pela Coordenação-Geral de...

class=

 

As experiências e iniciativas sustentáveis de geração de renda empreendidas pelos Kĩsêdjê chamaram a atenção dos Xavante (autodenominados A'uwẽ) que, para conhecê-las, empreenderam uma viagem de quase 600 km, promovida pela Coordenação Regional Xavante na primeira semana de dezembro.

class=O indigenista Fernando Schiavini, o repórter Rubens Valente e o antropólogo e professor universitário Henyo Barreto foram alguns dos nomes que abrilhantaram a II Semana Indigenista da Funai entre os dias 3 e 7 de dezembro.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05