Presidente da Funai solicita reforço do Exército após ataque à base do Vale do Javari

ValedoJavariA Funai comunica que já seguiu os procedimentos de solicitação de reforço da Polícia Militar e de acionamento do Exército Brasileiro em prol da atuação das entidades na Terra Indígena (TI) Vale do Javari, mais precisamente na região próxima à Base Ituí-Itacoaí, onde invasores trocaram tiros com a polícia ao alvejarem o flutuante da Funai, colocando em risco indígenas, servidores e policiais, na madrugada de sábado (22).

 

 

 

A TI concentra o maior número de povo indígenas isolados da região, como os Korubos e Flecheiros e é também habitat dos Marubo, Kulina, Kanamari, Mayrouna e o grupo Tsohom Dyapá, todos de recente contato.

 

Devido o acesso ilegal de caçadores, pescadores e garimpeiros na região, a Funai conta com a parceria do 8º Batalhão da Polícia Militar para proceder à fiscalização da área e foi justamente numa dessas operações que a equipe foi atingida pelos intensos disparos. 

 

Ascom/Funai

Destaques

class="Se as coisas são inatingíveis, ora! Não é motivo para não querê-las. Que tristes os caminhos, se não fora a presença distante das estrelas!" A frase de Mário Quintana foi citada pela servidora e futura mãe, Rafaela...

class=Cafeicultores das Terras Indígenas Sete de Setembro e Rio Branco, em Rondônia, concorreram a uma premiação de R$ 72 mil distribuídos pelo Concurso Tribos. Os 64 produtores indígenas inscritos tiveram suas amostras de café...

class=A violência contra a mulher não se restringe à violência física ou sexual. Ela pode se apresentar de diversas formas, sendo moral, psicológica, patrimonial ou mesmo institucional. As mulheres indígenas do Estado do Rio...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05