Últimos dias de inscrições para vestibulares indígenas

vestibularindigena

 

Há menos de 20 dias do início de 2019 e algumas instituições de ensino superior do país já estão envolvidas em diferentes fases dos processos seletivos específicos para admissão de alunos indígenas. Encerram hoje (18) as inscrições para o Vestibular 2019 do curso de Licenciatura Intercultural Indígena - Teko Arandu da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

São 70 vagas para o primeiro semestre oferecidas especificamente aos indígenas das comunidades Guarani ou Kaiowá que sejam portadores de Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente.

 

A inscrição é gratuita e deve ser feita pelo site da universidade. Depois de aprovados, no ato da matrícula, os estudantes devem apresentar a Declaração de Etnia Indígena (DEI), com a assinatura das lideranças de seu povo.

 

As provas estão marcadas para dia 27 de janeiro nos municípios de Dourados e Amambaí e constarão de redação e prova objetiva em Língua Portuguesa, contendo questões de Ciências Humanas, Legislação Indigenista, Matemática e Ciências da Natureza, além de prova oral e redação em Língua Guarani.

 

O curso é de quatro anos e meio, as atividades são realizadas em período integral e as aulas são ministradas parte na comunidade e parte na universidade.

 

Também com inscrições abertas e gratuitas está o Vestibular Indígena UnB/Funai/2018, uma iniciativa que surgiu a partir da parceria entre a Universidade de Brasília e a Fundação Nacional do Índio firmada por meio do Acordo de Cooperação Técnica 002, de 2015.

 

Até dia 15 de fevereiro, os estudantes indígenas que tenham cursado a maior parte do ensino médio em escolas da rede pública ou com bolsa de estudos de, pelo menos, 50% em escolas particulares podem se candidatar a uma das 85 vagas para 30 cursos presenciais das áreas de saúde, ciências humanas e exatas pelo site do Cespe. As vagas são para o 2º semestre de 2019.

 

O processo seletivo consta de três fases. Dia 23 de março, será aplicada prova objetiva de Língua Portuguesa e Literatura, Matemática, Biologia, Física, Química, Geografia e História e a fase de redação em Língua Portuguesa. Posteriormente, entre 17 a 21 de fevereiro de 2019, será realizada a etapa de entrevistas pessoais em que os alunos deverão mostrar conhecimento e envolvimento com sua realidade indígena.

 

As provas serão aplicadas na Aldeia Caieiras Velhas, em Aracruz/ES, Boa Vista/RR, Brasília/DF, Imperatriz/MA, São Gabriel da Cachoeira/AM, Tabatinga/AM, Aleida Brejo dos Padres, em Tacaratu/PE, e, recentemente, foi incluída pela primeira vez a cidade de Manaus/AM.

 

 

Outras etapas

 

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) se prepara para aplicação das provas da 12ª edição do vestibular indígena da instituição, que ocorrerá no dia 27 deste mês.

 

Esta edição registrou o maior número de inscritos desde 2008. Foram 1.138 inscrições de indígenas pertencentes a 71 povos diferentes de 15 estados brasileiros.

 

A convocação oficial dos candidatos que tiveram suas inscrições homologadas, após preenchimento de ficha de inscrição, entrega da Declaração de Etnia e Vínculo com Comunidade Indígena e preenchimento do questionário socioeducacional, foi publicada esta semana no site da universidade.

 

Destaques

class=

Preconceitos e estereótipos contra povos indígenas podem ser vencidos desde cedo e a escola tem relevante papel nessa contribuição à sociedade. Em Altamira, a partir da parceria entre a Coordenação Regional (CR)...

equipe

Terminou na última sexta-feira (19), na aldeia Cartucho, município de Santa Isabel do Rio Negro (AM), divisa com a Colômbia e a Venezuela, mais uma etapa do Programa Sesai em Ação: Saúde Indígena Brasil Adentro!, que tem como objetivo apoiar a oferta de ações complementares à atenção básica e especializada de saúde em áreas de difícil acesso geográfico em benefício da população indígena, evitando, assim, o deslocamento de famílias para tratamento em centros urbanos. Este ano, o projeto, em parceria com a Funai, atendeu as 23 etnias indígenas que abrangem a jurisdição da Coordenação Regional do Rio Negro, incluindo os Yanomami.

class=A Funai prorrogou a data de entrega das propostas da Chamada Pública nº 001/2019 para o dia 26 de abril. Serão beneficiadas aldeias indígenas próximas aos municípios de Marabá e Itaituba (PA), Tabatinga (AM), Palmas (TO) e Imperatriz (MA). Os recursos para a instituição que será selecionada somam o total de R$ 500 mil.

 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05