Festa da Colheita do Povo Paresi reunirá ministros de Estado e Governador do Mato Grosso

soja paresiA Terra Indígena Utiariti receberá, de hoje (11) a quarta-feira (13), na aldeia Bacaval, do povo Paresi, o 1º Encontro do Grupo de Agricultores Indígenas. Os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina; o governador do Estado do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM); e o Diretor de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da Funai, Fernando Melo, já confirmaram presença no evento.

 

Hoje e amanhã, lideranças indígenas estão reunidas na elaboração de um documento com reivindicações, como a criação de um Centro de Capacitação, que será entregue aos ministros e ao diretor da Funai.

Na quarta-feira (13), as autoridades irão conhecer o campo de plantio de dois mil hectares de soja biológica e se reunirão com as lideranças indígenas para receberem o documento.

Em Mato Grosso, o povo Paresi, formado por mais de dois mil indígenas (dados do último censo do IBGE), tem se destacado no plantio de grãos, como soja, milho, mandioca, abóbora, batata, batata-doce, feijão, entre outros. Na safra 2018/2019, foram plantados, no município de Campo Novo dos Parecis, 8,7 mil hectares de soja, mil de milho e 300 de arroz. Para a safrinha deste ano, a previsão de plantação é de 7,7 mil hectares de milho convencional, 6 mil de feijão, 1,4 de girassol e 500 de milho branco, totalizando 15,6 mil hectares.

O presidente da Funai explica que, de acordo com a Convenção 169 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), os indígenas têm o direito de escolher seu modelo de desenvolvimento econômico. "A maioria das reivindicações dos indígenas dessa região é em relação ao apoio da Funai para que as comunidades possam plantar em suas terras. Tive a oportunidade de conhecer o trabalho dos Paresi, o que me deixou muito impressionado. Sabemos que se eles não puderem plantar, irão para a beira da estrada, pedir esmolas. Não podemos permitir que isso aconteça", afirmou Franklimberg, que não poderá comparecer ao evento em razão de agenda já confirmada anteriormente na Comissão Interamericana de Direitos Humanos em Sucre, na Bolívia.

Também participarão do evento lideranças indígenas e produtores rurais da região, e representantes da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso) e da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). O público esperado é de 400 pessoas.



Ascom/Funai

Destaques

class=

Preconceitos e estereótipos contra povos indígenas podem ser vencidos desde cedo e a escola tem relevante papel nessa contribuição à sociedade. Em Altamira, a partir da parceria entre a Coordenação Regional (CR)...

equipe

Terminou na última sexta-feira (19), na aldeia Cartucho, município de Santa Isabel do Rio Negro (AM), divisa com a Colômbia e a Venezuela, mais uma etapa do Programa Sesai em Ação: Saúde Indígena Brasil Adentro!, que tem como objetivo apoiar a oferta de ações complementares à atenção básica e especializada de saúde em áreas de difícil acesso geográfico em benefício da população indígena, evitando, assim, o deslocamento de famílias para tratamento em centros urbanos. Este ano, o projeto, em parceria com a Funai, atendeu as 23 etnias indígenas que abrangem a jurisdição da Coordenação Regional do Rio Negro, incluindo os Yanomami.

class=A Funai prorrogou a data de entrega das propostas da Chamada Pública nº 001/2019 para o dia 26 de abril. Serão beneficiadas aldeias indígenas próximas aos municípios de Marabá e Itaituba (PA), Tabatinga (AM), Palmas (TO) e Imperatriz (MA). Os recursos para a instituição que será selecionada somam o total de R$ 500 mil.

 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05