Plano de Gestão Territorial e Ambiental das Terras Indígenas Munduruku e Sai-Cinza é debatido em seminário

Foto: Geraldo Dias / CR Tapajós

 

10-1Foi realizado, nos dias 9 e 10 de outubro, na aldeia de Sai-Cinza, município de Jacareacanga/PA, o Seminário Geral de Mobilização e Planejamento para o Plano de Gestão Territorial e Ambiental (PGTA) das Terras Indígenas Munduruku e Sai-Cinza. O evento teve como objetivo discutir a viabilidade de construção de um PGTA para as TIs do povo Munduruku, no Alto Rio Tapajós, bem como organizar a agenda futura de atividades. Na língua, os Munduruku batizaram o PGTA de Wuyeipi wuyxi ibuyxiat, que significa “Nossa terra, nossa mãe, devemos respeitá-la”.

 

O seminário representou o fechamento das atividades da etapa de mobilização, que começou em novembro de 2011 e se estendeu ao longo de 2012, quando foram realizadas quatro oficinas regionais em diferentes aldeias, nas TIs Munduruku e Sai-Cinza, com envolvimento de mais de 300 indígenas.

Os Munduruku debateram a pertinência em elaborar um planejamento coletivo que trate das questões territoriais e ambientais, sem deixar de lado temas transversais como saúde e educação. Foi unanimidade entre os Munduruku, ao longo do seminário, a concepção de que os conhecimentos tradicionais devem ser compreendidos de forma integrada, enfatizando que cultura e meio ambiente andam juntos e a vida de um é condição de existência do outro.

Após decisão em plenária sobre a continuidade do PGTA, passou-se para o planejamento da etapa de elaboração. Pactuaram-se as seguintes atividades: capacitação em legislação voltada para a dimensão da gestão de seus territórios, com ênfase na Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI); e capacitação em cartografia e manuseio de GPS, tendo como perspectiva as oficinas de etnomapeamento e planejamento.

10-2As capacitações estarão no escopo dos planos de ensino em agroecologia do Projeto de Educação em Nível Médio Profissionalizante Ibaorebu, realizado pelas organizações indígenas em parceria com a Funai. Esta ação evidencia o esforço institucional em garantir a execução dos direitos indígenas em sua dimensão mais estruturante, articulando políticas intersetoriais.

O evento contou com a participação de representantes Munduruku de todas as regiões das TIs Munduruku e Sai-Cinza e indígenas residentes na sede do município de Jacareacanga. Entre eles pajés, lideranças das aldeias, vereadores, professores indígenas, agentes de saúde, agentes de saneamento e lideranças das associações Pusuru, Wyxaximã e Kerepo.

Também estiveram presentes convidados das seguintes instituições: Funai, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural no Pará (Emater/PA), Distrito Sanitário Especial Indígena no Tapajós, The Nature Conservancy (TNC), Secretaria de Assuntos Indígenas da Prefeitura de Jacareacanga, Missão Batista e Conselho Distrital de Saúde Indígena.

Participaram, pela Funai, representantes da Coordenação Regional de Itaituba, da Coordenação Técnica Local de Jacareacanga e das Coordenações Gerais de Promoção a Cidadania (CGPC), de Monitoramento Territorial (CGMT), Etnodesenvolvimento (CGETNO) e Gestão Ambiental (CGAM).

PGTAs

10-3Os Planos de Gestão Territorial e Ambiental (PGTAs) de terras indígenas são importantes ferramentas para a implementação da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI). Eles devem expressar o protagonismo, a autonomia e a autodeterminação dos povos indígenas nos processos de negociação e no estabelecimento de acordos internos e externos, que permitam o fortalecimento da proteção e do controle territorial, bem como servir de subsídio que oriente a execução de políticas públicas voltadas aos povos indígenas.

Destaques

class=A Funai completa mais uma importante etapa na proteção dos povos indígenas isolados da Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo, localizada no município de Colniza, noroeste do Mato Grosso, declarada de posse permanente do povo...

class=Entre os dias 10 e 14 deste mês, servidores responsáveis pelo trabalho com povos indígenas isolados e de recente contato em todo país estiveram em Brasília para realizar o alinhamento anual de atividades.

class=Representantes de 30 Coordenações Regionais, Museu do Índio e Sede da Funai participaram do "Seminário de Encerramento do Exercício 2018", em Brasília, na última terça-feira (11). Realizado pela Coordenação-Geral de...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05