Servidor da Funai é um dos ganhadores do Prêmio Espírito Público 2019

Jair CandorO servidor da Funai Jair Candor, que trabalha há mais de 30 anos na Frente de Proteção Etnoambiental Madeirinha-Juruena (MT), atuando na proteção da floresta e dos povos indígenas isolados, foi um dos 18 vencedores, anunciados nesta segunda-feira (19), do Prêmio Espírito Público 2019, maior premiação de reconhecimento de trajetórias no setor público brasileiro.

 

O prêmio busca revelar a importância dos profissionais que se dedicam ao setor e suas histórias. Resultado da construção coletiva de diversas organizações, seu foco se firma na continuidade dos trabalhos e caminhos que levam os trabalhadores públicos às suas contribuições pelo Brasil. As histórias premiadas têm em comum a inovação e o impacto social, e transformam positivamente a vida de outros indivíduos.

"Em 2019, conhecemos 1049 trajetórias de profissionais que se dedicam ao serviço público no Brasil. Entre tantas inscrições inspiradoras, o desafio de escolher 18 delas para serem reconhecidas não foi fácil. Foram mais de 160 jurados e juradas que trabalharam voluntariamente para que possamos apresentar e premiar essas histórias que nos ajudam a contar sobre um serviço público que se importa em entregar seu melhor para todas as pessoas", afirma a página do concurso: http://premioespiritopublico.org.br/.

Os 18 vencedores recebem o prêmio de R$ 10 mil e a oportunidade de participar de uma imersão internacional de aprendizado e contato com o serviço público da Alemanha. Em setembro, os selecionados viajarão juntos para a Hertie School of Governance, universidade de políticas públicas em Berlim.


Protetor da floresta

Seringueiro e coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental Madeirinha-Juruena, Jair Candor é reconhecido internacionalmente por seu trabalho em prol da sobrevivência dos povos isolados. Graças a ele, foram salvos os últimos três indígenas Piripkura, garantindo a continuidade da etnia, e encontrados os Kawahiva do Rio Pardo (a comprovação de sua existência foi essencial para a demarcação da área).

"Para mim, esse prêmio é um sonho realizado. Jamais imaginei ir tão longe assim. Só tenho a agradecer a todos que me apoiaram nessa luta", comemorou o indigenista.

A cerimônia de entrega do Prêmio Espírito Público 2019 será no dia 28 de outubro, Dia do Servidor Público.



Assessoria de Comunicação / Funai com informações da Folha de S. Paulo

Destaques

class=O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier, recebeu nesta quarta-feira (23), em Brasília, uma comitiva de lideranças indígenas das etnias Paresi, Nambikwara e Manoki, de Mato Grosso, e Macuxi, de...

class=O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) decidiu favoravelmente à apelação da Fundação Nacional do Índio (Funai) em processo judicial no Rio Grande do Norte (RN), julgando improcedente medida formulada pelo...

class=Na 14ª Primavera de Museus, entre 21 e 27 de setembro, o Museu do Índio/Fundação Nacional do Índio (Funai) traz ao público relatos de parceiros indígenas no período de pandemia. O intuito é mostrar como os artistas e...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05