Forças Armadas combatem focos de incêndio na Floresta Nacional e em terras indígenas

verdebrasil cp edEm continuidade às ações da Operação Verde Brasil 2, o Comando Conjunto Norte (CCjN), por meio do 53º Batalhão de Infantaria de Selva (53º BIS), combateu focos de incêndio na região da Floresta Nacional do Jamanxim, Terra Indígena Baú e Menkragnoti, além de queimadas nos arredores da Base de Operações Tapajós em Novo Progresso, Pará. As atividades ocorreram no período de 31 de agosto a 4 de setembro, em coordenação com militares do Corpo de Bombeiros e contaram com o apoio de aeronave do 2º Batalhão de Aviação do Exército.


No feriado de 7 de Setembro, por meio do 52° BIS, o CCjN combateu dois focos de incêndio nas áreas urbana e rural dos municípios de São Felix do Xingu e Canaã dos Carajás, no Pará. O 22º Batalhão combateu cinco focos de incêndio em Palmas, Tocantins. Foram também realizadas ações de inspeção naval em diversos rios, abrangendo várias localidades dos Estados do Pará, do Amapá e do Maranhão, empregando meios do 4º Distrito Naval. De 96 embarcações inspecionadas, três foram notificadas e uma foi apreendida, em Polo Imperatriz, no Maranhão.

 

verdebrasil b edJá o Comando Conjunto Amazônia (CCjA), por meio do 9º Distrito Naval, atua nas ações de inspeção naval em diversos rios, abrangendo localidades dos Estados do Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia. Os militares, em apoio a agentes, inspecionam e vistoriam embarcações e veículos em Manaus, Eirunepé, Parintins e Tefé, no Amazonas, Caracaraí, em Roraima, Porto Velho e Guajará-Mirim, em Rondônia, e Cruzeiro do Sul, no Acre.

Agentes do IBAMA permanecem no combate ao desmatamento, nas localidades de Mirante da Serra e Nova União, em Rondônia, e em 17 unidades de preservação ambiental desse estado e também do Acre e do Amazonas.

Já o Comando Conjunto Oeste (CCjO), por meio do 66° e do 44º Batalhão de Infantaria Motorizado (BI Mtz), em ação conjunta com o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, combateram quatro focos de incêndio em Cáceres e Nobres, em Mato Grosso, nessa segunda-feira (7).

Resultados

Desde a deflagração da Operação Verde Brasil 2, em 11 de maio, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram 30,7 mil inspeções navais e terrestres, vistorias e revistas em embarcações, das quais 833 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas, foram retidos 328 veículos por irregularidades. Volume superior a 29,4 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foi confiscado, bem como apreendidas 969 máquinas de serraria móvel, tratores, maquinário de mineração, balsas, dragas e acessórios. Até o momento, R$ 1.369.893.419,64 bilhão foi aplicado em multas e termos de infração.

Operação Verde Brasil 2

A Fundação Nacional do Índio (Funai) participa da Operação Verde Brasil 2, deflagrada pelo governo federal para executar ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. Coordenada pelo Ministério da Defesa, a Operação está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública.



Assessoria de Comunicação / Funai
com informações do Ministério da Defesa

Destaques

class=O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier, recebeu nesta quarta-feira (23), em Brasília, uma comitiva de lideranças indígenas das etnias Paresi, Nambikwara e Manoki, de Mato Grosso, e Macuxi, de...

class=O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) decidiu favoravelmente à apelação da Fundação Nacional do Índio (Funai) em processo judicial no Rio Grande do Norte (RN), julgando improcedente medida formulada pelo...

class=Na 14ª Primavera de Museus, entre 21 e 27 de setembro, o Museu do Índio/Fundação Nacional do Índio (Funai) traz ao público relatos de parceiros indígenas no período de pandemia. O intuito é mostrar como os artistas e...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05