Museu Paraense promove exposição sobre os Mebêngôkre-Kayapó

MEBENGOKREKAYAPOO povo indígena Mebêngôkre-Kayapó somam hoje mais de 11 mil indivíduos habitando um território que inclui ambas as margens do rio Xingu, no Pará, e o norte do Mato Grosso. Entre ambientes de floresta e cerrado, os diversos grupos da etnia, falante de uma língua do tronco Jê, ocupam uma área altamente impactada pela agroindústria, pecuária, mineração e projetos hidrelétricos, como a Usina de Belo Monte. Esse povo milenar e guerreiro é o foco da nova exposição do Museu Paraense Emílio Goeldi, que também integra a programação do XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia. A exposição também resgata o legado científico, político e jurídico do Projeto Kayapó, um amplo estudo multidisciplinar coordenado pelo biólogo e antropólogo Darrell Posey (1947-2001), conhecido entre os Mebêngôkre como Yairati.

Leia mais...



Cacique Raoni recebe a visita da Funai em sua Terra

Raoni-Foto HildaAzevedo-Funai-15Raoni Metuktire, liderança indígena internacionalmente reconhecida, ao longo dos últimos anos, sempre se deslocou à sede da Funai para apresentar suas demandas. Mas dessa vez foi diferente. O Cacique recebeu, no último domingo (29), a visita do Presidente da Funai, Wallace Bastos. "Finalmente, depois de mais de 10 anos, um presidente da Funai vem aqui na aldeia.", afirmou o Cacique. A aldeia Metuktire fica localizada na Terra Indígena Capoto Jarina, no Parque Indígena do Xingu (MT).

Leia mais...

II Encontro na Região Norte da Amima - Mulheres Indígenas pelo bem viver

ENCONTROMARANHAO 1A Articulação das Mulheres Indígenas do Maranhão (Amima) realizou, entre os dias 23 e 26 de julho, na Aldeia Januária, do povo Guajajara (Bom Jardim-MA), o II Encontro na Região Norte da Amima. O evento, criado em parceria com a Funai, por meio da Coordenação Regional do Maranhão e da Coordenação Geral de Promoção à Cidadania, teve como tema "Mulheres Indígenas Pelo Bem Viver", objetivando, principalmente, o fortalecimento local das organizações das mulheres no estado.

Leia mais...

Destaques

class=

 

A Terra Indígena (TI) Kaxuyana/Tunayana é de posse permanente dos povos originários. A portaria publicada pelo Ministério da Justiça na última quinta-feira (20) declara posse permanente da área, localizada entre o estados do Pará e Amazonas, aos povos Kaxuyana, Tunayana, Kahyana, Katuena, Mawayana, Tikiyana, Xereu-Hixkarayana, Xereu-Katuena e três grupos de indígenas isolados que vivem na região.

class=Ocorreu, nesta segunda (17) e terça-feira (18), no Palácio do Itamaraty em Brasília/DF, o Seminário Internacional sobre Metodologias e Instrumentos de Mensuração da Cooperação Internacional, organizado pela Agência...

Posto Ikpeng - Foto: Mário Vilelaclass=Começou ontem (17), na Sede da Funai, em Brasília, a I Oficina sobre o Papel da Funai na Saúde dos Povos Indígenas, que tem como prioridade a elaboração de uma Instrução Normativa (IN) sobre o tema.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05